G-ticket Mobile

SÁBADO 15 SETEMBRO

FILHOTE DE CRUZ-CREDO



Classificação:  Livre
Horário:  17h00
Local: Teatro SESI Campos
Endereço: Av. Deputado Bartolomeu Lysandro, 862 – Guarus
Cidade: Campos dos Goytacazes / RJ-RJ

Descrição do Evento

  • Evento:  FILHOTE DE CRUZ-CREDO
  • Gênero(s):  Teatro - Dança
  • Data:  15-09-2018
  • Hora:  17h00
  • Local:  Teatro SESI Campos
  • Cidade:  Campos dos Goytacazes / RJ
  • UF:  RJ

Ingressos: R$ 12 (inteira) | R$ 6 (meia)

Release

Espetáculo infantojuvenil adaptado do livro de Fabricio Carpinejar conta a história do bullying vivido e superado pelo autor em sua infância Sinopse: Ambientado na década de 1970, o espetáculo infantojuvenil conta a história do bullying sofrido pelo autor Fabrício Carpinejar em sua infância. Considerado fisicamente feio, ele convivia com todo o tipo de apelidos e piadas, ficando triste solitário. Porém, o menino consegue virar o jogo quando aprende a ter senso de humor e a se aceitar, tornando-se querido por todos. A trilha sonora é composta por sucessos do cantor Erasmo Carlos, o “Tremendão”, e as músicas são cantadas ao vivo pelo elenco. O espetáculo esteve em cartaz no Oi Futuro Flamengo, em 2016, e no Teatro Ipanema, em 2017. Indicado a vários prêmios de teatro infantil, ganhou o CBTIJ – Centro Brasileiro de Teatro para a Infância e Juventude nas categorias “Melhor Ator Coadjuvante” (João Lucas Romero) e “Melhor Direção Musical” (Charles Kahn). “Filhote de Cruz-credo” é a versão teatral do livro homônimo de Fabrício Carpinejar, escrito em 2006 e considerado “Obra de utilidade pública” pelas secretarias dos Direitos Humanos e da Educação do Governo do Rio Grande do Sul. Em 2013, com o objetivo de combater o bullying, o livro teve os direitos comprados e disponibilizados na internet através do projeto “Educar sem discriminar”. Gênero: Infantojuvenil Duração: 50 min Ficha técnica Texto original: Fabrício Carpinejar Primeira adaptação: Bob Bahlis Idealização, adaptação e coordenação de produção: Eduardo Katz Direção: Isaac Bernat Assistente de direção: Kika Werner Elenco: Eduardo Katz, Laura Becker e João Lucas Romero Direção musical: Charles Kahn Direção de movimento: Michel Robim Caracterização: Mona Magalhães Iluminação: Aurélio de Simoni Figurino: Desirée Bastos Cenografia: Doris Rollemberg Programação visual: Bruno Dante Fotos – Daniel Geller e Chico Lima Direção de produção: Simone Vidal e Marcela Rosário Foto: Chico Lima